black ops

Na clandestinidade

Por mais que pano de fundo seja o mesmo, realizar uma operação clandestina é bem diferente de simplesmente fazer parte de um exército. Se, por um lado, você não pode contar com o tamanho dos recursos humanos dos militares. Por outro, tem acesso à melhor artilharia e veículos disponíveis. Pois é, a diversão em “Black Ops” começa aqui. A tecnologia de armas é um deleite e você pode dirigir tudo que aparece pela frente – possui o maior número de veículos entre as outras obras da série –, até mesmo um helicóptero. Yeah!

Aliado a isto, as missões são bem mais rápidas, até mais violentas, e parecem bem espelhadas na jogabilidade de “Modern Warfare 2”. Porém, se games anteriores podiam fazer seu sangue borbulhar, aqui, você vai derreter o tempo todo. Não há espaço para descansos, nem para respirar.

Neste ponto, é interessante perceber que BO não é um jogo longo – você deve acabar o modo single-player em oitos horas – mas prima pela intensidade e pirotecnia. Quer dizer, você já esperava por isto, mas não poderia imaginar o grau de impetuosidade, furor, energia e veemência.